PRIMOS E PRIMAS, A VOSSA CONTRIBUIÇÃO É MUITO IMPORTANTE. Enviem fotos e informações sobre nomes e datas de nascimento dos priminhos e priminhas mais novos!

quarta-feira, 20 de maio de 2015

Os Pescadores de Olhão no Século XVIII

Agora que já conhecemos os nossos avoengos, vamos descobrir como era Olhão e como viviam os seus pescadores no século XVIII.

Na sua Corografia Portugueza, de 1712, António Carvalho da Costa  dizia que

  O Olhão fica huma legoa da Cidade de Faro, situado na barra, tem trezentos vizinhos, que morão em casas de cana cobertas de palha, por não lhas consentirem de pedra e call;he gente rica que vive da pesca. Erão antigamente seus moradores freguezes da Igreja de S.Sebastião de Quelfez; o Bispo D.Simão da Gama lhes fundou uma Parochia da invocação de N. Senhora do Rosário.

Nas Memorias Economicas , da Academia Real das Ciências de Lisboa, Constantino Botelho Lacerda Lobo escrevia em 1790 que Olhão tinha 1133 fogos (habitações) para 3412 habitantes, 2947 dos quais eram adultos.

Dos seus pescadores, o autor falava assim:


sexta-feira, 15 de maio de 2015

Dia Mundial da Família e os Nossos Mais Antigos

Nem de propósito! Para comemorar o Dia Mundial da Família, nada melhor do que apresentar o tronco familiar até ao nosso 7º AVÔ!
No post anterior, apresentei os nossos Bisas - Francisco Viegas Contreiras e Joanna Baptista- bem como a sua descendência. Agora vamos conhecer os outros bisas "para trás".
Comecemos pelo Bisa FRANCISCO VIEGAS CONTREIRAS:
Os seus pais foram Manuel Viegas Balthasar Contreiras e Joanna da Cruz, cujo casamento ocorreu em 26 de Abril de 1818.
Um pouco fora do que era comum no século XIX, este nosso Trisa herdou o apelido Contreiras da mãe, que também o herdou da mãe dela, Josepha Contreiras.
Este ramo Contreiras atravessa o século XVIII, XVII e mais para trás... Família de vastos recursos financeiros, os seus membros foram desde marítimos, negociantes e comerciantes, a juristas e padres.  
Outra curiosidade é o apelido Salpequeniz, do nosso 4º Avô. Segundo os registos, este nome começou por ser alcunha, passou a apelido, voltou a ser alcunha e desapareceu por completo.


clicar em cima para ampliar

A nossa Bisa JOANNA BAPTISTA foi a filha mais nova dos Trisas José Celestino Barbosa e Iria de São João, cujo casamento foi celebrado em 20 de Setembro de 1835.
A nossa Trisa Iria de São João pertencia à família Charrão, muito famosa por ter membros que integraram a tripulação do Caíque Bom Sucesso, que foi ao Brasil em 1808 levar ao Rei a notícia da revolta contra os Franceses.
O Trisa José Celestino Barbosa era marítimo e dono de embarcações e sabia ler e escrever (facto pouco comum para a época). Nasceu na Praça de Gibraltar.

clicar em cima para ampliar

A Assinatura do nosso Trisa José Celestino Barbosa era assim:


terça-feira, 28 de abril de 2015

Os Irmãos do Avô Xico

Do casamento dos bisas nasceram os seguintes filhos:

Maria Baptista - nasceu em 10 de outubro de 1882, faleceu em 12 de junho de 1964
Mariana Lúcia - nasceu em 21 de outubro de 1884, faleceu na década de 60 do século XX
Francisco  - nasceu em 17 de fevereiro de 1887, faleceu em 25 de fevereiro de 1887
Francisco - nasceu em 8 de fevereiro de 1891, faleceu em 9 de junho de 1893
Feliciano  - nasceu em 8 de julho de 1894, faleceu em 13 de julho de 1894
Francisco - nasceu em 29 de dezembro de 1896, faleceu em 1897
Francisco Viegas - nasceu em 1 de setembro de 1898, faleceu em 15 de abril 1960
José Viegas Contreiras - nasceu em 16 de abril de 1904, faleceu em 19 de março de 1966
Maria Amélia e João Viegas - dados a confirmar

Os Bisas Viegas Contreiras

FRANCISCO VIEGAS CONTREIRAS
filho de Manuel Viegas Balthazar Contreiras e de Joanna da Cruz
nasceu em 25 de janeiro de 1856, em Olhão
faleceu provavelmente na década de 20 do século XX, em Lisboa

                      
JOANNA BAPTISTA
filha de José Celestino Barbosa e de Iria de São João
nasceu em 5 de junho de 1859, em Olhão
faleceu provavelmente na década de 30 do século XX, em Lisboa



Tempos Passados

Ora aqui estão algumas curiosidades que tenho encontrado sobre os nossos antepassados:

- Toda a ascendência pelo lado paterno do bisa  FRANCISCO VIEGAS CONTREIRAS situa-se nos CONTREIRAS.

- O tetrisa MANUEL VIEGAS BALTHAZAR CONTREIRAS tem ascendência registada, pelo menos, até 1430.

- O trisa JOSÉ CELESTINO BARBOSA nasceu em Gibraltar, mas precisamente na localidade La Línea, que era, digamos, a parte espanhola que ficava ao lado de Gibraltar.

- A trisa IRIA DE SÃO JOÃO nasceu na família CHARRÃO, sendo que alguns dos membros dessa família foram tripulantes do CAÍQUE BOM SUCESSO.

- Os pais do bisa FRANCISCO VIEGAS CONTREIRAS  e os pais da bisa JOANNA BAPTISTA eram de gerações diferentes, isto é, os primeiros nasceram na década de 30 do século XIX, e os segundos na primeira década do mesmo século.

- O bisa FRANCISCO VIEGAS CONTREIRAS teve muitos irmãos e só uma irmã. A bisa JOANNA BAPTISTA era a mais nova de muitas irmãs e só teve um irmão.

- A nossa família mais antiga ligou-se pelo casamento às famílias: Amôr, Rigor, Bizarro, Rodrigues Português, Machado, Guedelha e Gago.

-

terça-feira, 25 de novembro de 2014

Festa da Família

Finalmente o sonho tornou-se realidade.
O I Encontro Viegas & Cia juntou um número significativo de membros da nossa família, num clima de são convívio, muita alegria e, sobretudo, união.


Escusado será dizer que a estrela da noite foi o Tio Celestino. Foi assim uma espécie de chefe do clã cuja participação, alegre e entusiasta, só não foi mais brilhante pela ausência da sua prole, espalhada por essa Europa.
Todos foram recordados: tanto os que, pela Lei da Vida, já abalaram para a Eternidade, como os que, pela Lei do Futuro Melhor, não puderam estar presentes. Em cada um de nós esteve um bocadinho deles todos.



À Prima Sofia Madeira coube a tarefa de levar a cabo esta iniciativa e para ela vai um agradecimento profundo.

Estiveram presentes:


Tio Celestino, Tia Manuela; Tia Otília; Tia Elvira.

Primo Miguel; Prima Esperancinha, Primo Mário; Prima Zéa, Primo Ilídio; Prima Lina, Primo Barão; Prima Bebiana; Prima Helga, Primo Renato; Prima Beta; Primo Joquenito.

Prima Telma; Primo Ilídio, Primo Nuno; Primo João; Prima Carina, Primo Ricardo; Prima Sofia, Primo Arménio; Primo Miguel, Primo Alexandre.

Prima Aurora, Prima Victória; Prima Mafalda; Primo Ricardo.




























Venha o II Encontro Viegas & Cia!

sexta-feira, 31 de outubro de 2014

Lembrar Os que Partiram

Vamos entrar num tempo de lembrar os membros da nossa família que já partiram para a vida eterna.
Dos mais antigos só nos resta o que os retratos sépia fixaram num tempo que não nos pertence.
Mais próximos estão todos os outros, chamados de volta ao Criador quando faziam parte da nossa vida atual. Avós, Pais, Irmãos, Filhos... todos temos deles as mais ternas recordações e a sua presença estará sempre associada a um momento específico das nossas vidas. Por isso em algumas das fotografias estão alguns de nós, que ainda por cá andamos.
Lembremos o olhar, o sorriso, a expressão. Celebremos a saudade.